Indago.

Padrão

Mas tu que contrastou meu amor…
Quão rude fostes,
De tanto não pereceras?

De tão pouco foi muito
E nós embriagados de acasos
Fomos além dos nossos passos.

-Nosso tolo sentimento não,
Nosso puro sentimento!

Fora nosso alimento na noite,
Colheita do inverno, e
Paz na guerra.

E sempre a cura da febril tormenta.

Mas perecera o nosso sentimento,
No entanto, não haveria também vencido?
Instigo teu peito e procuro,
Não há fundo neste vasilhame?
Quisera eu encontrá-lo,
Indago-lhe, engulo-lhe, enrolo-me.

Não haveria eu vencido?
Não haveria tu?
Não teríamos nós vencidos os nós?

Indago.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s