Fragmento.

Padrão

E quando eu digo adeus, meu peito é fragmento. Me perdoe tanto lamento, o bem é inevitável e um futuro próspero e brilhante vindo a nós, quão grande é essa dádiva? Seca minhas lágrimas em teus dedos finos e brancos, engole teu choro, segura meu peito. Nessa sequência de expressões de sinceridade eu sou criança e você é adulto. Quando nossos corações se encontram no abraço, ambos somos iguais, pequeninos em tamanho, gigantes em sonhos.

Vá, ternura minha, leva contigo os fragmentos de mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s