Desenhos infantis.

Padrão

Estou próximo da minha parada, talvez não seja a última, talvez seja a do meio do caminho, ou seria essa a primeira? Nada sei.

E olhando pra trás eu vejo que eu fui forte. ‘Tu és forte Philippe, tu és forte.’ E quanto eu superei pra chegar onde cheguei? Pra tocar o que tenho tocado e sentir o cheiro da bonança vindo?

Grande é meu peito que cabe o mundo, gigantescos são meus pensamentos, meus planos, meus desejos. E maior ainda é a minha vontade de persegui-los um a um e matá-los sem chance de último desejo. Estou indo atrás dos meus desenhos infantis, dos meus sonhos e minhas metas que ainda são pequenas, há algo maior ainda e eu não decifrei.

Estou buscando colocar ordem no lápis de cor forçado no papel branco, estou colorindo as formas e desenhando um caminho que não se limita a uma folha apenas…sabe-se lá quanto papel será preciso pro desenho dessa minha história, estou a postos pra riscar quantos forem possíveis.

Eu estou indo e onde houve erro, onde houve falha e onde houve (muita) dor, eu não passo borracha…escondo. Um dia talvez eu precise me lembrar do que foi preciso ou os motivos pelos quais naquele momento tudo esteja daquela forma.

A busca continua, continuemos desenhando.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s