Chegada.

Padrão

Desconhecido. Futuro incerto. Sonho. Fantasia pré-sono. Desejo. Clamor de meu peito.

Não sei como me referir, apenas sei que você está aí, em algum lugar. Lhe peço que me aguarde, sei que tenho demorado e insistido em coisas meio sem nexo, ou completamente. Sei que tenho desviado um pouquinho da rota e o GPS tem apitado, mas é instante.

Você, que guarda meu pote de ouro, meus presentes, minhas realizações. Sim, você. Você que eu tento sondar e não descubro nada, que eu tento invadir e só dou com a cara no muro. Eu estou indo. Levo comigo uma lanterna, alguma comida e um desejo incansável de lutar com as víboras de tua porta de entrada. Tudo aí é meu, mas quem disse que tudo seria fácil de tatear?

Você que guarda tudo e aguarda…estou chegando, meu destino! Estou tão próximo que já sinto o cheiro da fumaça da lareira, do orvalho da manhã e ouço, ainda que de longe, a água correndo pelo rio. Eu estou chegando e nunca estive tão perto assim! Ah, que felicidade!

Aguarda e baixa a guarda, chegarei logo, amado sonho!

PS.:Acertei no tratamento agora?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s