Sonegue.

Padrão

Negue o beijo não dado, o carinho recusado o abraço que não se apertou.Negue que foi tudo vão e a tentativa tola falhou, como todas as outras. Mas não, não negue que quisera apertar os braços, envolver o abraço e tocar os lábios. Não negue que a carne, putrefata, quis…mas o coração, insensato, negou. Negue as mensagens não respondidas e os telefonemas recusados. Negue que nem em caixa alta foi possível entender qualquer letra. A frase foi vã, foi nula. A frase negou a possibilidade de ser lida pelo mel dos teus olhos.

Negue, mas não esqueça…só negue. Sonegue a frase.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s